Translate

segunda-feira, 27 de julho de 2015

DreamWorks divulga novas imagens de Kung Fu Panda 3

 
 
 
 
 
DreamWorks divulgou novas imagens conceituais de Kung Fu Panda 3, que revelam o paraíso secreto dos pandas.

"Nós tentamos experimentar isso através dos olhos de Po, por isso queremos torná-lo realmente especial para ele," disse o desenhista de produção Raymond Zibach. "O fato de que ele volte e encontra outros pandas, e aprende sobre seu modo de vida era como um tipo de mágica para ele, porque ele achava que nada disso jamais existiu".

Na trama, quando o pai sumido de Po reaparece, a dupla parte numa viagem rumo a um secreto paraíso dos pandas e conhece dezenas de novos personagens. Mas quando o vilão sobrenatural Kai começa a varrer da existência todos os mestres de kung fu da China, Po deve fazer o impossível: treinar uma aldeia cheia de irmãos desajeitados a fim de torná-los em definitivos Kung Fu Pandas.

A animação terá novamente Angelina Jolie dublando a Tigresa e Jack Black emprestando sua voz para o panda Po. Seth Rogen também retorna ao elenco de vozes como o Louva-a-Deus. Bryan Cranston, Rebel Wilson e Mads Mikkelsen são as novidades no elenco original de vozes.

Alessandro Carloni e Jennifer Yuh, que já dirigiu Kung Fu Panda 2, codirigem o filme. O roteiro é assinado pela dupla Jonathan Aibel e Glenn Berger.

Kung Fu Panda 3  estreia nos cinemas em 18 de março de 2016.

Angelina Jolie no Camboja com o filho Pax

Angelina Jolie e o filho Pax foram fotografados na cidade de Siem Reap no Camboja.

A dupla apareceu no domingo, 26 de julho, andando em uma espécie de mototáxi, e Angelina foi novamente fotografada nessa segunda-feira, 27 de julho, na Panificadora e Sorveteria  Blue Pumpkin.

sábado, 25 de julho de 2015

Angelina Jolie é convidada para evento na Nova Zelândia

A Fundação do Câncer Ginecológico da Nova Zelândia convidou a Atriz, Diretora e Enviada Especial da ONU, para participar de um evento de arrecadação de fundos que será realizada no Langham Great Room no dia 17 de setembro, na Nova Zelândia.

Jolie é familiarizada sobre a situação terrível do câncer. Ela perdeu oito membros de sua família para a doença, incluindo sua amada mãe, Marcheline Bertrand, e em uma tentativa de reduzir o seu risco, dada a sua predisposição genética, a estrela de Hollywood teve seus seios e ovários removidos preventivamente.

"Angelina é uma inspiração em todo o mundo para as mulheres, não só para sua bravura na prevenção do câncer ginecológico, mas para aumentar a consciência desta terrível doença que pouco tem se falado," disse a gerente geral Bridgette Jackson. "Sua história levou as mulheres de todo o mundo a fazerem o teste, e essa ação sem dúvida salvou centenas de vidas."

Jackson disse que seria "incrível" se Jolie aceitasse o convite para se envolver nessa luta, e que isso está sendo negociado com o agente dela Richard Klubeck.

Organizadores do evento esperam que ela faça um discurso ao vivo para os presentes e fale também sobre suas experiências.

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Angelina Jolie embarca no aeroporto de Los Angeles com o filho

 
 
 
 
 
 
Angelina Jolie e seu filho Pax foram fotografados na quinta-feira, 23 de julho, chegando ao aeroporto de LAX em Los Angeles.

A dupla chegou discretamente e se dirigiu a sala de embarque, o destino do voo ainda é desconhecido.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Angelina Jolie dirigirá filme para o Netflix

Angelina Jolie Jolie vai dirigir uma adaptação da angustiante autobiografia "First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers" da autora cambojana Loung Ung, que é também ativista de direitos e relatou no livro sua luta mortal durante o regime do Khmer Vermelho.

Jolie dirigirá e produzirá o filme original para a Netflix baseado em um roteiro que ela co-adaptou junto com Ung. O aclamado diretor e produtor cambojano Rithy Pahn, que comandou o longa (The Missing Picture), indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro, também fará parte da produção.

O filme estará disponível no final de 2016 e será apresentado em grandes festivais internacionais.

Loung Ung tinha cinco anos quando o Khmer Vermelho tomou o poder no Camboja em 1975 e iniciou um reinado de terror e genocídio durante quatro anos em que quase dois milhões de pessoas morreram. Ung, que foi forçado a deixar a casa de sua família em Phnom Penh, foi treinado como uma criança-soldado em um campo de trabalho para órfãos, separada de seus seis irmãos. Ung sobreviveu e escreveu o livro que foi publicado em 2000. Jolie e Ung se tornaram amigas há dez anos, quando a atriz contatou a autora depois de ler seu livro, e juntas, elas criaram a adaptação cinematográfica.

"O livro de Loung me tocou", disse Jolie Pitt. "Marcou profundamente minha compreensão de como as crianças vivem na guerra e como ela afeta suas memórias emocionais. E isso ajudou a me aproximar ainda mais das pessoas do Camboja, a terra de meu filho." Ela acrescentou: "Adaptar este livro para a tela é um sonho tornado realidade e tenho a honra de trabalhar com Loung e com o cineasta Rithy Pahn". Maddox Jolie Pitt filho de origem do Camboja, também irá trabalhar na produção do filme.

Angelina ainda disse que ela decidiu trabalhar com a Netflix, por causa do alcance global do serviço de streaming: "É difícil assistir filmes como esse, mas é muito importante faze-los", disse Jolie Pitt. "Também é difícil dirigi-los. Netflix está fazendo o possível e estamos ansiosos para trabalhar com eles. Me emociona saber que o filme chegará a tanta gente." O filme será lançado em Inglês e Khmer, a língua principal do Camboja.

"Estamos satisfeitos por trabalhar com Angelina Jolie e levar esta história comovente e inspiradora ao mundo inteiro exclusivamente para os membros da Netflix", disse o Diretor da Netflix Ted Sarandos. "A incrível vida de Loung Ung é um testamento para o espírito humano e sua capacidade de transcender até mesmo nas circunstâncias mais difíceis".

"Angelina e eu nos encontramos no Camboja em 2001 e imediatamente comecei a confiar nela", disse o autor Loung Ung. "Ao longo dos anos nos tornamos bons amigos e minha admiração por Angelina como mulher, mãe, diretor e humanitária aumentou ainda mais. É uma grande honra confiar a história da minha família a ela para transformá-la em uma adaptação para o cinema".

O produção do longa começará no final do ano no Camboja, Angelina está adiando o filme África que será estrelado por Brad, sobre a vida do paleoantropólogo Dr. Richard Leakey, para dar mais tempo para que o roteiro seja finalizado e para finalizar todos os elementos da produção devido ao alcance ambicioso do filme, mais ela afirmou que continua empenhada em trabalhar no longa.